O que seria de um advogado ao defender seu cliente em um processo judicial sem uma boa comunicação assertiva na construção do caso?

Todo mundo sabe bem, que o advogado precisa saber se comunicar de forma clara e objetiva. Já imaginou o que aconteceria se ele não soubesse expressar suas ideias e provas em um caso com um cliente inocente?

Logo, isso poderia custar a liberdade da pessoa e, em outras situações, causar inúmeros conflitos legais apenas devido a má expressão e interpretação.

Comunicação Assertiva Para Advogados


Comunicação Assertiva Para Advogados


A advocacia é um campo social que aborda questões jurídicas de diferentes tipos, indo desde as trabalhistas até mesmo aquelas da vara familiar.

Ou seja, o advogado é o profissional responsável por defender seus clientes de acusações. Bem como, em outros casos, de mover ações judiciais quando este se declara vítima de alguma injustiça.

Seja qual for seu posicionamento, a comunicação assertiva é uma habilidade fundamental em sua atuação.

Extremamente útil, essa capacidade deve ser utilizada de duas formas principais. Na impressão que este deseja causar em potenciais clientes.

Uma vez que, nossa mente leva apenas 90 segundos para formar uma opinião inicial sobre alguém e que pode ser determinante para muitos.

Além disso, ela é extremamente importante dentro dos tribunais na hora de defender um caso para seu cliente, causando boa impressão com:

  • Juiz;
  • Júri público.

Portanto, em ambas as ocasiões a comunicação assertiva pode ser determinante para demonstrar o profissionalismo do advogado.
Dicas para estabelecer uma comunicação assertiva:

Então, advogados com comunicação assertiva são aqueles considerados de alta performance e que, com isso, conseguem melhor se destacar em sua profissão.

Uma boa forma de desenvolvê-la é através da inteligência emocional, por exemplo. Mas, abaixo separamos dicas essenciais que irão lhe ajudar!

  1. Compreenda: o primeiro passo diz respeito a análise da intenção real de seu cliente ao contratar seus serviços. Averigue então, de maneira precisa tudo que ele diz, como se comporta, sua linguagem emocional, gestual e, tudo mais. Isso será fundamental para conduzir sua orientação e até mesmo para sua precificação;
  2. Conecte-se: com o seu cliente, ao entender, compreender e aprender qual a linguagem utilizada por ele. Isso evita mal-entendidos e ainda aumenta a confiança e segurança que esse procura. Procure assim, para estabelecer essa relação, ser sempre honesto e respeitoso com este;
  3. Causa e consequência: o estabelecimento dessa relação é essencial para entender os fatos apresentados por seu cliente. A clareza é o ponto chave da comunicação assertiva entre advogado e cliente, fazendo toda diferença na condução do caso em tribunal.

As dicas 1 e 3, podem e devem ser utilizadas ainda dentro do tribunal em relação ao "adversário" de seu cliente, um bom advogado tende a analisá-los de modo a entender pontos que favorecem seu caso.

Nesse aspecto, a dica 2 pode ser implementada de forma sútil junto ao juiz. De modo assim, a criar uma boa relação com ele, favorecendo sua defesa.

Conclusão


Podemos concluir então, que a comunicação assertiva é uma habilidade fundamental para advogados.

Já que por meio dela, é possível criar uma imagem profissional estabelecendo uma melhor relação com o cliente. Bem como, criando uma boa impressão que se estende ao momento de apresentar e defender casos.

Ainda possui alguma dúvida sobre esse assunto? Então, deixe-a aqui nos comentários para que possamos lhe ajudar.



Post a Comment

Postagem Anterior Próxima Postagem