Chegar ao final da graduação é uma conquista, mas ao mesmo tempo a ansiedade bate, pois o que vou fazer depois de me formar e de ter obtido a aprovação no exame da OAB? Ser um advogado trabalhista? Fazer parecer jurídico e, ainda, aproveitar o momento e atuar como advogado online? 

Primeiros passos na advocacia

É comum quem é da área do direito apostar nos concursos públicos, porque o leque é bem amplo, mas há aqueles que não abrem mão de advogar. Por isso, a partir de agora vamos trazer algumas dicas para quem vai dar os seus primeiros passos.

Advogar sozinho ou apostar em uma sociedade?


Nada mais natural do que querer abrir um escritório de advocacia, mas aí surge um questionamento: vou advogar sozinho ou vou firmar uma sociedade? 

A vantagem de apostar em uma sociedade é que você consegue ter mais competências, ou seja, pode atuar um advogado trabalhista, um da área cível, um da área tributária, criminalista e muitas outras.

Essa união é uma forma de propiciar um crescimento para o seu escritório, mas os problemas também podem ser multiplicados. Por esse motivo, quem está pensando em como pensar, precisa avaliar os prós e contras de começar sozinho ou de abrir um escritório.

Para evitar problemas no escritório, é fundamental que todos estejam alinhados, tenham os meus desejos pessoas e profissionais, pois caso contrário, a tendência é que esse “casamento” não dê certo.

Por outro lado, advogar numa sociedade exige muitas providências imediatas, como emitir CNPJ, contratar funcionários, delegar funções, enfim, uma série de atividades burocráticas.

Defina sua área de atuação


Além de definir se o desejo é atuar sozinho ou abrir um escritório, o recém formado precisa saber em qual área irá atuar. Dentro do direito são muitas as possibilidades. Você pode ser um advogado trabalhista, não? Para isso, será preciso buscar aprofundamento na área e cada um dos sócios deverá atuar em outras áreas.

Por mais que você sonhe em fazer parecer jurídico de diferentes áreas do direito, essa não é uma decisão certa, porque a busca pela especialização é algo que tem muito valor! Por isso, pense em buscar uma especialização em uma área que você tenha mais afinidade.

Quem está começando na carreira jurídica, precisa em mente que sozinho ou em um escritório a caminhada é longa e que todo o dia será preciso buscar conhecimento.

Tenha mentores e faça networking


Depois de definir a área de atuação, você precisará contar com mentores. Sim, pedir ajuda nessa etapa da vida é fundamental! Não existem atalhos, mas o conselho de pessoas mais experientes é algo muito importante para tornar os desafios mais fáceis de serem transpostos.

Por isso, não tenha medo de pedir ajuda para os seus professores ou para profissionais que te ajudaram quando você ainda era um estagiário. Esse contato será fundamental para o seu desenvolvimento profissional.

O networking é algo fundamental seja pra quem vai atuar como advogado online, como advogado trabalhista na produção de parecer jurídico, pois o contato com bons profissionais, além dos mentores, faz com que você cresça. Sendo assim, não tenha vergonha de trocar ideias com um amigo de classe que era bom em uma área diferente da sua.

Tenha em mente que, sozinho você não chegará a lugar nenhum, por isso não tenha medo e nem vergonha de pedir ajuda. Então, para começar na área, não se isole, busque a troca de conhecimento!
Postagem Anterior Próxima Postagem