O ano de 2020 acabou e, com ele, chegaram algumas possíveis mudanças na área jurídica em 2021. Isso porque o mundo do Direito anda em constante expansão, com muitas novidades sendo introduzidas, aguardando um período de adaptação para serem colocadas em prática de maneira mais abrangente e disponível para todos. Em 2021, veremos muitas dessas tecnologias se tornando mais comuns. 

Área jurídica

O ano de 2021 é um ano que terá muitas mudanças em diferentes áreas da nossa sociedade. A pandemia do coronavírus ainda está em alta, mas com a vacinação acontecendo em ritmo acelerado (já foram vacinadas 80 milhões de pessoas no mundo todo), é provável que a situação esteja sob controle até o fim do ano. Por causa disso, veremos mudanças nos esportes, na arte, na economia em geral e em várias áreas.

Quer saber quais são as possíveis mudanças na área jurídica em 2021? Então siga a leitura do artigo abaixo! 

4 possíveis mudanças na área jurídica em 2021 


1. Uso de softwares jurídicos


Uma das grandes mudanças que deverão acontecer na área jurídica em 2021 será o uso mais abrangente de softwares jurídicos entre os escritórios de advocacia, tribunais e Ministério Público.

Um software jurídico é um programa de computador desenvolvido para executar alguma função dentro do ordenamento jurídico tradicional. Esse programa é feito para, por exemplo, organizar os passos de um processo para que o advogado tenha maior organização e controle de cada caso que comanda. Outra função, por exemplo, pode ser verificar automaticamente e em tempo real se há alguma novidade em um dos processos do advogado usando o seu número da OAB, poupando tempo de trabalho do profissional.

Esses softwares são feitos para aumentar a produtividade dos profissionais do Direito, garantindo que os trabalhos serão realizados em menos tempo e com maior taxa de acertos. Alguns deles também usam ferramentas de inteligência artificial para poder sugerir ações e trabalhar dados para melhorar a eficácia do escritório de advocacia no geral. 

2. Normalização dos certificados digitais


A pandemia do novo coronavírus digitalizou ou, no mínimo, forçou o início da digitalização de praticamente todas as áreas que ainda não estavam digitalizadas. No entanto, para poder passar algumas atividades para o mundo digital, é necessário contar com a presença de ferramentas como os certificados digitais.

Os certificados digitais são tecnologias (podem ser físicas ou digitais) que atuam como assinaturas para a comprovação de identidade de alguém no meio digital. Por exemplo, na hora de emitir nota fiscal, a empresa precisa de um certificado digital. Para poder assinar uma procuração para um advogado agir em seu nome, é necessário um certificado digital (se o processo for todo feito pela Internet).

Com a pandemia do novo coronavírus, os certificados digitais (que já existiam antes) se tornaram muito mais populares, pois acabaram sendo essenciais para a prática de advocacia em muitos lugares. Portanto, veremos mais e mais certificados nos próximos meses, com essa tecnologia sendo mais normalizada no nosso dia a dia. 

3. Novas áreas de atuação


O Direito está sempre em constante adaptação às novidades da sociedade. Se surge um novo fator na sociedade e as leis não o cobrem, o Direito precisa se adaptar. Um exemplo foi a própria Internet, que surgiu e criou a necessidade de novas leis para ela. As redes sociais são outro exemplo.

Algumas novas áreas de atuação estão surgindo nesse momento para poder se adaptar às novidades que aparecem na nossa sociedade. Um exemplo é a popularização dos Compliances, uma resposta jurídica aos escândalos de corrupção em empresas de grande porte no passado recente. O Direito Digital e o Direito de Startups também são bons exemplos. 

4. Junção da Advocacia com outras áreas


Conforme o conhecimento passa a ser mais difundido pela sociedade, é normal vermos a combinação de áreas diferentes para criar produtos ou serviços novos. Atualmente, estamos vendo a Advocacia sendo unida com várias áreas para a criação de novas maneiras de pensar o Direito.

Um exemplo é a área tecnológica, com o surgimento de softwares jurídicos, uso de Inteligência Artificial e o trabalho de Big Data no Direito. Outra “criação” recente é o Legal Design, que consiste no desenvolvimento de soluções jurídicas criativas, baseadas na empatia e no contato entre humanos. Ainda podemos mencionar a junção da Administração com o Direito, que resultou no Direito baseado em dados e métricas, focado em uma gestão mais precisa e numérica de resultados.

Essas são algumas das possíveis mudanças na área jurídica em 2021. É possível que nem todas elas cheguem até todos os cantos das cidades brasileiras, mas é bem provável que a maioria se torne comum para a maior parte das pessoas. Afinal, todas as mudanças são assim: elas vão se espalhando aos poucos até se tornarem coisas normais do dia a dia para todo mundo.

E aí, gostou do nosso papo? Qual dessas mudanças é mais interessante na sua opinião? Comente abaixo!
Postagem Anterior Próxima Postagem